Reservoir Dogs – Crítica

Sabe-se lá porquê, vou começar esta crítica pelo final. Por isso digo já que este é um filme de 8.4 e agora sim:

O primeiro filme de Tarantino, independente, talvez o que me leva a gostar tanto dele. Um realizador que sempre se usou de inspiração, pois toda a vida viu todo o tipo de filmes e o resultado foi um homem que mostrou ao mundo que a arte pode ser rentável. Entretenimento ao contrario do estilo de Hollywood. Arte inovadora ao alcance de qualquer um. E é este um policial… Completamente inovador.

Há duas cenas que eu, tiro o chapéu e tiro para mim como inspiração em Reservoir Dogs:

–       Célebre dialogo sobre gorjetas, introdução – http://www.youtube.com/watch?v=GyR4RK0LA_E

–       Cena em que Mr. Orange (Tim Roth) conta o seu encontro com os policias na casa de banho e, é tão intrigante, que ele conta-nos a história dentro da própria história! Através do flashback! A partir da casa de banho onde aconteceu! Genial – http://www.youtube.com/watch?v=6w-07V2q_DE

 

É a partir daqui que conhecemos Tarantino e o seu estilo inigualável.  Humor negro, referências a cultura pop e diálogos que está para nascer quem faça igual. E claro, muito sangue. Quando é que uma história tão simples nos intrigou tanto? Aquilo que está por detrás de uma sinopse possivelmente tão curta, pode ser tudo! E aqui é! Porque nós aqui assistimos a todos os pensamentos de cada personagem, a cada intriga, coisas que fazem falta vermos, mas só é agradável vermos se forem explicadas desta forma tão solúvel! O sangue deixa de nos perturbar, pois estamos envolvidos demais no soberbo argumento. Este que, vamos conhecendo ao longo do filme, da frente para trás, e de trás para a frente.

O elenco conta com Harvey Keitel, Tim Roth, Michael Madsen, Steve Buscemi e o próprio Tarantino! E embora o argumento esteja repleto de sátiras, estas personagens são (e mais um toque característico do realizador) cómicas.

Rentável este filme de baixo orçamento, chamou a atenção de Hollywood para onde Tarantino foi convidado a realizar Speed e Man in Black mas ao invés disso refugiou-se em Amesterdão para trabalhar no Argumento de Pulp Fiction.

Anúncios

One thought on “Reservoir Dogs – Crítica

  1. Sem dúvida, este filme é catapultada para a fama por directo reconhecido como críticos aplaudiram e até mesmo seus dias é considerado um filme de culto, no entanto nas bilheterias não foi bem assim. Dois itens que caracterizam muito é a participação de Steve Buscemi e, claro, o diálogo banal, em que os personagens masculinos estão engajados. Great!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: