Good Will Hunting (O Bom Rebelde) – Crítica

Ora numa narrativa muito simples, temos um jovem delinquente vindo de uma família carenciada que é empregado de limpeza numa universidade em Boston.

Não é um protagonista de quem temos pena pois é um jovem que usa como “escudo” a agressividade. Contudo é um génio! E um professor que descobre o seu talento pela matemática, encaminha-o para um psiquiatra. Não é do agrado de Will, interpretado por Matt Damon, mas é aqui que se concentra a acção. O psiquiatra conquista este jovem e vemos desenrolar-se uma história simples contada por Gus Van Sant que em muito não surpreende mas que retrata muito bem o desenvolvimento intelectual de alguém que não é Oliver Twist. Entre amores e desamores, e qualquer outro “conflito” normal de uma geração, cativam-nos as conversas entre os dois e fico-me por aqui. Sem me alongar vale 7.7

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: