Enter the Void – Crítica

Uma alucinante viagem é a frase mais simples e completa.

Este é um filme que é feito da excelente realização a partir da montagem. Nunca saímos do plano subjectivo do protagonista, numa viagem entre as drogas alucinogénicas em vida e a retrospectiva depois da morte. Espectaculares raccords sem recurso a diálogos, numa exposição totalmente visual. Vemos o mundo do protagonista, os seus pensamentos e até sonhos. Momentos de maior duração que podem maçar os mais impacientes, mas que são vítimas da filosofia de Noé que se consagra assim de culto.

Não aconselhado a epilépticos pela sua fotografia psicadélica e com efeitos de luz brutais, doamos 7.9 a Enter the Void.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: